O Conglomerado Itaúsa

História

Com mais de 45 anos de atuação, a Itaúsa é uma sociedade de participações (holding) pura de capital aberto. As principais empresas do Conglomerado Itaúsa são companhias de capital aberto, que atuam nos mercados nacional e internacional, com marcas fortes, reconhecidas e respeitadas: Itaú Unibanco, Duratex, Elekeiroz e Itautec.

A história do Conglomerado Itaúsa começou em 6 de maio de 1966, com a criação do primeiro banco de investimento do país, de capital aberto, o Banco Federal Itaú de Investimentos S.A., logo após a institucionalização dessa atividade pelo Banco Central do Brasil, que proveio com o objetivo de realizar, por meio de recursos próprios ou de intermediação e aplicação de recursos de terceiros, operações de participação ou de financiamento de médio e de longo prazo, para suprir o mercado de capital fixo ou de movimento, bem como, para viabilizar outras atividades monetárias vigentes.

A alteração de denominação para Banco Itaú de Investimentos S.A. ocorreu em novembro de 1970. A partir de maio de 1973, a instituição passou a denominar-se Banco Itaú Português de Investimento S.A., dando início a uma fase de expansão na área específica de bancos de investimento e, com um acúmulo simultâneo de expressiva carteira de ações, tornou-se acionista expressivo de diversas instituições financeiras.

Devido ao desenvolvimento dessas instituições, o Banco Itaú Português de Investimento S.A. passou a ter dupla atuação: como holding e como banco de investimento. Naquele contexto, decidiu-se reformular seus objetivos, deixando de ser um banco de investimento para se constituir como a empresa líder das Instituições Financeiras Itaú, uma holding que liderava, naquela ocasião, mais de 50 sociedades.

Em 9 de dezembro de 1974, a Assembleia Geral de Acionistas aprovou a nova denominação: Investimentos Itaú S.A., e o objeto social foi redefinido para apoiar empresas privadas nacionais nas quais houvesse participação de capital. Na época, cada uma das empresas do Conglomerado Itaúsa exercia posição de liderança em seus setores de atuação. Com a criação da Itaúsa, as políticas decisórias das controladas se tornaram um diferencial na gestão empresarial no mercado brasileiro e solidificaram as escolhas estratégicas e operacionais das atividades da área de serviços financeiros e da área industrial.

A Duratex, nos anos 1970, já se destacava como a segunda maior produtora mundial e a primeira nacional de chapas duras de fibras de madeira. No início da década de 1980, graças ao aumento da capacidade produtiva, constitui-se a Duratex Comercial Exportadora, que lançou uma forte ofensiva ao mercado internacional.

No final de 1979, a Itaúsa fundou a Itaú Tecnologia S.A. (Itautec), dando início a operações na área de tecnologia. Os produtos e serviços desenvolvidos nos primeiros anos atenderam a demanda do Banco Itaú e, posteriormente, passou a atender o mercado, em geral.

A vocação para o setor industrial foi reforçada em 1982, quando a Itaúsa, em busca da diversificação de suas atividades, adquiriu a participação acionária da Elekeiroz do Nordeste, Indústria Química S.A. A empresa, localizada no Estado de Pernambuco, responsável pela fabricação de produtos químicos, entre eles o octanol, plastificantes derivados e fertilizantes. Quatro anos depois, a holding assumiu o controle acionário da empresa.

A razão social Itaúsa – Investimentos Itaú S.A., teve a sua alteração efetuada na Assembleia Geral de 30 de abril de 1991. A partir dessa data foi incorporada a denominação "Itaúsa", que se transformou em uma das marcas mais consagradas pelo mercado.

A década de 1990 dá início a um período de grandes investimentos na expansão dos negócios. Em 1995, o Itaú assumiu o controle acionário do Banco Francês e Brasileiro S.A., criando o Itaú Personnalité. No mesmo ano, a Duratex realiza a aquisição integral da empresa argentina Piazza Hermanos, que passou a ser denominada Deca Piazza.

Dois anos depois, o banco fortaleceu sua presença no mercado do Rio de Janeiro ao adquirir o Banco Banerj S.A. Em 1998, assumiu o controle acionário do Banco do Estado de Minas Gerais S.A. e do Banco Del Buen Ayre, que foi incorporado ao Itaú Argentina (atual Itaú Buen Ayre).

Nos anos 2000, esse modelo de crescimento é reforçado. Em 2000, o Banco Itaú adquire o controle acionário do Banco do Estado do Paraná S.A. e, em 2001, o do Banco do Estado de Goiás S.A., consolidando a expansão pela incorporação de bancos estaduais. A associação com o BBA Creditanstalt, em 2002, cria o Itaú BBA, maior banco de atacado do país. A marca Itaú foi considerada pela consultoria internacional Interbrand, a marca mais valiosa do Brasil. Já a Elekeiroz encerrou o período com a aquisição do controle acionário da Ciquine Companhia Petroquímica, em Camaçari (BA), voltando a atuar na fabricação de álcoois.

O ano de 2003 foi marcado pela reorganização societária do Banco Itaú S.A., que resultou na criação do Banco Itaú Holding Financeira S.A., responsável pelo controle das empresas financeiras do Conglomerado Itaúsa.

Em 2006, os acordos com o Bank of America culminaram na aquisição do BankBoston no Brasil e em mercados latino americanos, como Chile e Uruguai. Também teve início o processo de compra (todos concluídos em 2007) do private banking do BankBoston e da totalidade do capital do BankBoston Internacional, com sede em Miami e do BankBoston Trust Company Limited, em Nassau, nas Bahamas, consolidando o crescimento do Itaú nos mercados interno e externo. No ano seguinte, o Itaú concluiu a aquisição da carteira do ABN Amro em Miami e Montevidéu.

Em 2008, os controladores da Itaúsa e da Unibanco Holdings comunicam ao mercado a assinatura de um contrato de associação visando à unificação das operações financeiras do Itaú e do Unibanco de modo a formar o maior conglomerado financeiro privado do Hemisfério Sul.

A associação deu origem ao Itaú Unibanco, um banco de capital nacional, com o compromisso, a solidez, a vocação e a capacidade econômica para se transformar num parceiro para o desenvolvimento das empresas brasileiras e do país, e com capacidade de participar do novo cenário competitivo global.

O conglomerado resultante da associação apresentava escala, expertise e forte base de capital, que o capacitou e reforçou sensivelmente a oferta de crédito ao mercado, correspondendo às demandas de empresas e pessoas físicas.

Também em 2008, a Duratex amplia sua participação no segmento de louças sanitárias ao adquirir a Ideal Standard, com fábricas em Jundiaí (SP), e Queimados (RJ), e a Cerâmica Monte Carlo, em Cabo de Santo Agostino (PE). Em junho de 2009, associou-se à Satipel, criando a maior indústria de painéis de madeira do Hemisfério Sul e uma das maiores do mundo.

Em agosto de 2009, foi celebrada a associação do Itaú Unibanco com a Porto Seguro, uma importante decisão estratégica que unificou as operações de seguros residenciais e de automóveis. A Porto Seguro passou a ocupar posição de destaque nos ramos de automóvel e residência, ao Itaú Unibanco coube a participação de 30% nos resultados da companhia.

É esse o modelo de sucesso e crescimento orientado que tem pautado os 45 anos de atuação da Itaúsa – Investimentos Itaú S.A., uma sociedade de participações (holding) pura de capital aberto. As principais empresas do Conglomerado Itaúsa são companhias de capital aberto, que atuam nos mercados nacional e internacional, com marcas fortes, reconhecidas e respeitadas: Itaú Unibanco Holding S.A., Duratex S.A., Elekeiroz S.A., e Itautec S.A. GRI 2.1 GRI 2.6

>> voltar ao topo