Pular para conteúdo
Buscar

Itaúsa lucra 487% a mais no 2T21 comparado ao mesmo trimestre do ano passado 

A Itaúsa, holding brasileira de investimentos, divulga o lucro líquido de R$ 3,5 bilhões no segundo trimestre do ano, 487% superior ao mesmo período do ano passado. Já o retorno sobre o patrimônio líquido (ROE) recorrente foi de 17,9% ao ano. Além disso, o lucro líquido foi afetado por eventos não recorrentes, que totalizaram efeito positivo de R$ 659 milhões no 2T21. 

As companhias do portfólio apresentaram novamente avanços significativos com resultados operacionais robustos. No segundo trimestre de 2021, o resultado recorrente vindo das empresas investidas foi de R$ 2.955 milhões, 100% superior ao 2T20 e reflete, principalmente, o bom desempenho do Itaú Unibanco, fruto da melhor margem financeira e do menor custo de crédito.

“Nosso portfólio de empresas demonstrou novamente seu alto potencial de criação de valor, com um trimestre marcado pela entrega de resultados consistentes. Reafirmamos, também, a nossa estratégia de expansão do portfólio, com a conclusão do investimento na Aegea Saneamento, e continuaremos sempre atentos às boas oportunidades do mercado”, afirma Alfredo Setubal, presidente da Itaúsa. “Estamos otimistas com a retomada gradual da economia no Brasil e no mundo”, conclui o executivo. 

Confira os destaques das empresas do portfólio:

Itaú Unibanco apresenta forte crescimento no lucro líquido, fruto da melhor margem financeira e menor custo de crédito 
O Itaú Unibanco atingiu lucro líquido de R$ 8,4 bilhões no 2T21, representando um incremento de 387,8% em relação ao mesmo período de 2020. A carteira de crédito total avançou 12,2% impulsionada pelo crescimento de 22% do segmento de pessoas físicas, 23% de micro, pequenas e médias empresas e 11% em grandes empresas. Entre os fatores que mais influenciaram os resultados está o bom ritmo de crescimento em linhas de negócios como cartão de crédito, crédito consignado, além do forte crescimento do crédito imobiliário (44,4%) e financiamento de veículos (32,3%), já observados no trimestre anterior. A frente de digitalização dos negócios segue avançando sem deixar a conveniência física. No segundo trimestre deste ano, foram conquistados 4,7 milhões de clientes por meio de canais digitais. O iti, que evoluiu de carteira digital para uma operação completa de banco 100% digital, atingiu 7,8 milhões de clientes em junho. 

Alpargatas acelera crescimento no Brasil e no exterior, impulsionado por Havaianas
A Alpargatas reportou receita líquida de R$ 1 bilhão, crescimento de 71% sobre o 2T21, impulsionado pelo forte desempenho de Havaianas - incremento de 57% em volume de vendas e melhor preço/mix de canais – no Brasil e no mercado internacional, como Europa, EUA e China. Vale ressaltar que, os resultados do 2T21 refletem os avanços da estratégia de expansão global da companhia, a disciplina de execução e a consistência na entrega. Destaca-se, ainda, a sólida posição financeira líquida de caixa, totalizando    R$ 637 milhões, como resultado principalmente da forte geração de caixa operacional. 

Dexco apresenta melhor segundo trimestre da história, com crescimento em vendas, receita líquida e EBITDA 
Dexco (ex-Duratex) reportou o melhor segundo trimestre e semestre da história com quase R$ 1 bilhão de EBITDA. A companhia apresentou avanço em todas as divisões de negócios e receita líquida de R$ 1,97 bilhão, incremento de 88,7% em relação ao mesmo período de 2020, como resultado da manutenção dos altos níveis de demanda (retomada do setor de construção civil e aquecimento no setor de reformas), bem como da captura dos aumentos de preços anunciados e atuação da empresa na venda de produtos com maior valor agregado, tudo isso aliado aos ganhos de produtividade da empresa. Adicionalmente, a companhia deu início ao novo ciclo de crescimento estratégico, com ações que visam a contínua integração de tecnologia e inovação, e anunciou investimentos da ordem de R$ 2,5 bilhões para os próximos quatro anos.

Lançamento da marca Copa Energia e plano de integração dos negócios são destaques do trimestre
Para a Copa Energia (empresa detentora das marcas Copagaz e Liquigás), a receita líquida foi de R$ 2,5 bilhões, crescimento de 50% em relação ao 2T20. Esse aumento da receita líquida reflete o repasse parcial do incremento do preço médio do GLP e a boa performance do segmento empresarial. Além disso, a companhia apresentou avanços na implementação do plano de integração dos negócios e suas estratégias comerciais, e na nova estratégia de marketing, com o lançamento da marca Copa Energia.  

NTS tem oportunidades de ampliar sua atuação no mercado com a Nova Lei do Gás
Já a NTS apresentou receita líquida de R$ 1,4 bilhão, aumento de 24,3%, fruto de reajustes dos seus contratos de prestação de serviço. A Nova Lei do Gás, sancionada em abril, traz potencial de fomentar investimentos e competitividade para o setor de gás natural, e propicia um contexto favorável e de oportunidades de ampliação da atuação da companhia. Adicionalmente, a NTS obteve, em junho, qualificação técnica aprovada pela Agência Nacional do Petróleo para atuar como operadora direta dos seus gasodutos, o que poderá otimizar seus custos operacionais. 

XP Inc. é o segundo maior investimento do portfólio Itaúsa
A partir de junho, os resultados da XP Inc. passaram a ser reconhecidos pela Itaúsa, o que também contribuiu positivamente para o resultado da holding. Lembrando que, a XP Inc. se tornou o segundo maior investimento do portfólio da Itaúsa, considerando seu valor de mercado. 
 

Certificação GPTW (Great Place to Work)
Em junho, a Itaúsa obteve a certificação GPTW. Esse reconhecimento demonstra a importância do trabalho realizado pela holding na gestão de pessoas e reforça o engajamento e o nível de satisfação dos colaboradores em relação ao ambiente de trabalho.

A certificação da consultoria Great Place to Work é uma pesquisa on-line que analisa o clima organizacional da empresa, ou seja, o nível de satisfação dos colaboradores em relação ao ambiente de trabalho, medido por uma amostra mínima de respondentes com nota igual ou superior a 70. No caso da Itaúsa, o índice de participação foi excelente e atingiu 96% de participação. Já o índice de satisfação geral foi de 91%. 

Sobre a Itaúsa 
A Itaúsa é uma holding brasileira de investimentos de capital aberto com mais de 45 anos de trajetória. Com amplo portfólio de empresas líderes em seus segmentos e presentes em mais de 50 países, a companhia tem mais de 900 mil acionistas pessoas físicas, uma das maiores bases acionárias da bolsa de valores brasileira. 

Ela investe em empresas relevantes da economia, com destaque em seus setores, tais como Itaú Unibanco, XP Inc., Alpargatas, Dexco (ex-Duratex), Aegea, Copa Energia e NTS, atuando com seriedade, ética, disciplina e confiança em todas as ações, decisões de investimento e relacionamentos que cultiva. A Itaúsa tem como propósito a criação sustentável de valor para os acionistas e para toda a sociedade.
 

Mais informações à imprensa

Deal Comunicações: (11) 2121-7430
Dariela Assumpção – dariela@dealcomunicacoes.com.br
Clarissa Toscano – clarissa@dealcomunicacoes.com.br
Stefânia Akel – stefania@dealcomunicacoes.com.br

Destaque

Acompanhe-nos nas redes sociais

Últimas notícias

Veja mais notícias
Utilizamos os cookies necessários para o correto funcionamento do nosso site e cookies dos nossos parceiros para fornecer a melhor experiência possível para você, além de monitorar e analisar o tráfego no nosso website. Suas preferências podem ser alteradas a qualquer momento nas definições de cookies de seu navegador. Para mais informações acesse nosso Termo de Privacidade.. OK
go to top hlkCulturaEnUS