Índice remissivo GRI

A Itaúsa – Investimentos Itaú S.A. declara que seu Relatório Anual de Sustentabilidade 2011 segue os critérios da Global Reporting Initiative (GRI) e está alinhado ao padrão G3.1. Informa ainda que atende ao nível de aplicação A+ e que o conteúdo foi elaborado com base em um consistente processo de materialidade, que identificou os temas relevantes e a organização das informações deste relatório.

Respeitando sua característica de holding pura, foram apresentados 42 indicadores relativos aos Itens de Perfil, sendo 17 que tratam de Governança, Compromissos e Engajamento.

Além desses indicadores, com o novo modelo de relato da Itaúsa, a publicação traz os indicadores de desempenho das controladas que atenderam à materialidade da organização, refletindo o papel de orientadora de boas práticas e gestão sustentável da holding frente às empresas do Conglomerado Itaúsa.

O documento foi submetido à asseguração, realizada pela PricewaterhouseCoopers (PwC) e à verificação do nível de aplicação pela GRI. A declaração da verificação da GRI está disponível nesta página, e o relatório de auditoria externa, nesta outra.

Indicadores das controladas

Os indicadores das controladas apresentados nesta publicação atendem à materialidade realizada pela Itaúsa para o Relatório Anual de Sustentabilidade 2011 e respeitam o levantamento de informações e a materialidade aplicada ao relatório de cada uma das empresas do Conglomerado Itaúsa.

Assim, são apenas reproduzidas aqui as informações e resultados que fazem parte do processo de relato das controladas.

Desempenho Econômico

EC2 Implicações financeiras, riscos e oportunidades para a organização devido a mudanças climáticas (ES – Indicador essencial)

Itaú Unibanco

O tema mudanças climáticas é considerado nas iniciativas do foco estratégico Riscos e Oportunidades Socioambientais do banco e faz parte do conjunto de informações disponibilizadas no Carbon Disclosure Projetc (CDP) e nos índices de sustentabilidade (ISE e DJSI) de que a organização participa.

Como empresa do setor financeiro, as emissões resultantes de suas atividades não são significativas, e por isso, não apresentam risco regulatório relevante. O risco diz respeito à possíveis novas regulamentações sobre emissões relacionadas às atividades financiadas pelo banco.

Em relação às oportunidades, buscamos atuar no desenvolvimento de produtos financeiros que ajudem a direcionar recursos para uma economia de baixo carbono, especialmente no que se refere à eficiência energética e à energia limpa. Um bom exemplo é a destinação de recursos a clientes, de linha de captação externa da International Finance Corporation (IFC), que visa investir em sustentabilidade, eficiência energética e produção mais limpa.

Alguns produtos oferecidos em 2011 foram:

  • Fundo Itaú Ecomudança – reverte 30% de sua taxa de administração a projetos de organizações sem fins lucrativos que visam reduzir as emissões de gases causadores de efeito estufa (GEE). De 2009 até 2011, foram direcionados R$ 1,72 milhão a programas de 12 entidades;
  • Financiamento Itaú BBA – voltado para a promoção de crescimento no setor eólico. Em 2011, foram mais de R$ 1 bilhão em projetos contratados com esse perfil, ante R$ 100 milhões em financiamento de projetos eólicos no ano anterior.

Duratex

Os riscos atrelados a possíveis mudanças climáticas são decorrentes da mudança do ambiente regulatório e das consequentes demandas relativas à redução de emissões de gases de efeito estufa ou à elaboração de produtos com desempenho superior. Entre os impactos previstos, estão a redução da produtividade florestal em caso de regime irregular de chuvas, o aumento dos investimentos em pesquisa e o desenvolvimento de produtos ecoeficientes no cultivo de florestas e em melhorias para a redução de emissões.

Nas oportunidades apresentadas pelas mudanças climáticas, a Duratex, como empresa líder nos seus segmentos de atuação, tem capacidade de investimento para se adequar a cenários mais desafiadores e liderar o movimento de mudanças com possível captura de market share. Além disso, desde 2000, a companhia realiza o inventário de emissões de gases de efeito estufa (GEE) contemplando todas as unidades a partir de 2011. E, desde 2007, a Duratex tem quantificado o estoque de carbono nas florestas plantadas do estado de São Paulo que abastecem as plantas industriais. Para aprimorar o levantamento dos dados, será contratada, em 2012, uma consultoria especializada para estender o cálculo às áreas florestais de Minas Gerais e do Rio Grande do Sul.

Eleikeiroz

Os riscos e implicações financeiras estão associados à ocorrência de eventos climáticos extremos, aqui entendidos como as definições e qualificações feitas pelos diversos painéis internacionais que estudam e tratam desse assunto. Entre esses eventos, destacam-se períodos com precipitações pluviométricas muito acima ou muito abaixo das médias históricas, com possíveis transtornos no fornecimento de energia (períodos de estiagem), ou na logística e transporte de produtos no caso de enchentes.

Outro risco diz respeito a regulações e legislações internacionais que levantam barreiras e restrições a produtos que utilizem em sua composição matérias primas de fontes não renováveis. Neste caso, a Elekeiroz vem se posicionando para aproveitar oportunidades como a de ofertar produtos com matérias primas de fonte renovável, com destaque para as resinas da linha Biopoli e o Plastek 81.

A Elekeiroz realizou em 2010 seu primeiro inventário de gases de efeito estufa (GEE) com auxílio de empresa especializada, de modo a quantificar e qualificar suas emissões. Na planta de Camaçari (BA), foi iniciada em setembro de 2010 a implementação de um projeto de coleta e envio de CO2 para outra empresa usuária do gás via tubulação. Essa medida gerou redução direta de 1.034 ton de CO2 em 2010 e de 4.924 ton de CO2 em 2011.

Itautec

A Itautec opera em conformidade com as mais rigorosas exigências ambientais dos países onde está presente – são exemplos a fabricação de produtos isentos de insumos tóxicos e com baixo consumo de energia. A constante busca por certificações e a manutenção de certificação da norma NBR ISO 14001 em seu Sistema de Gestão Ambiental (SGA) são alguns dos instrumentos que a empresa utiliza para minimizar riscos ambientais. Não obstante, a Itautec pode ser impactada por mudanças regulatórias, associadas a mudanças climáticas nos mercados onde atua.

Ainda, para se precaver de eventuais aumentos de demanda e desbalanceamento na oferta de componentes, entre outros riscos na aquisição de insumos, incluindo os associados a mudanças climáticas que possam afetar seus fornecedores, a companhia mantém parcerias estratégicas com fabricantes globais com capacidade de abastecimento em diferentes cenários.

Em um cenário em que a preocupação com o meio ambiente é uma realidade nos mercados em que a Itautec opera, o desenvolvimento e a comercialização de produtos energeticamente eficientes e isentos de substâncias tóxicas é uma oportunidade de novos negócios, ou seja, um diferencial competitivo da Itautec.

Para conhecer a relação completa de riscos acesse o formulário de referência disponível em www.cvm.gov.br ou o site de relações com investidores do Itaú Unibanco, Duratex, Elekeiroz e Itautec.

EC9 Identificação e descrição de impactos econômicos indiretos significativos, incluindo a extensão dos impactos (AD – Indicador adicional)

Itaú Unibanco

Avaliação de impacto - Linha Microfinanças

Entre os impactos observados, destacam-se:

  • - os clientes atendidos têm a oportunidade de melhorar suas condições sociais com o pacote crédito, seguro e orientação (geração de renda, emprego e ascensão social);
  • - a orientação educativa, que inclui educação financeira e acompanhamento do agente de crédito, aumenta as habilidades dos microempreendedores (orientação sobre o fluxo de caixa, ciclo econômico, separação entre despesas pessoais e despesas do negócio etc.).

Não existem no mercado benchmarks de microfinanças relacionados a impactos econômicos indiretos. Para 2012, o banco vai estudar a utilização de indicadores compatíveis com os do Mix Market, organização de benchmarking internacional em microfinanças, para identificar um peer group compatível com o Itaú Microcrédito e monitorar os indicadores.

A organização não conta com uma avaliação quantitativa dos impactos sociais, mas sim uma avaliação qualitativa, feita pelos agentes de crédito e supervisores, que acompanham de perto o desenvolvimento de seus clientes durante as visitas e a renovação do crédito. As informações serão compiladas em uma base de dados.

Também iniciamos um trabalho para identificar microempreendedores individuais em regiões com as maiores oportunidades para o microcrédito – o mapeamento de geomarketing –, o qual nos trará mais conhecimento sobre as regiões onde atuamos. Além disso, serão desenvolvidos, no segundo semestre de 2012, indicadores para medir o impacto social do nosso produto.

Avaliação de impacto - Comunidade
Fundação Itaú Social

A Fundação Itaú Social, constituída em 2000, atua de maneira a apoiar programas de melhoria de políticas públicas na área educacional, desenvolver tecnologias e metodologias que possam ser replicadas em larga escala em parceria com os governos municipais, estaduais e federal e desenvolver mecanismos de avaliação sistemática de projetos sociais.

Com alcance nacional, a Fundação Itaú Social concentra seus investimentos em quatro temas de atuação: Gestão Educacional, Educação Integral, Leitura e Escrita e Avaliação de Projetos Sociais. Em 2011, foi a única instituição brasileira convidada a participar da Feira de Inovação do encontro anual do Conselho Econômico e Social da Organização das Nações Unidas (ONU), realizada em julho, em Genebra, na Suíça. O evento reuniu 600 participantes de todo o mundo e teve como tema a educação – o que estimulou a discussão sobre experiências que contribuem para manter e acelerar o cumprimento das Metas de Desenvolvimento do Milênio e da agenda Educação para Todos, compromissos assumidos pela ONU.

Um exemplo de iniciativa é a Olimpíada da Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro que investe na formação de professores tendo em vista a melhoria do ensino, da leitura e escrita nas escolas públicas brasileiras.

Para contribuir com a ampliação e consolidação da educação integral, a Fundação Itaú Social desenvolve uma série de iniciativas, como o Prêmio Itaú-Unicef e o Programa Jovens Urbanos, além de estabelecer parcerias com secretarias de Educação por todo o país, colaborando na estruturação das políticas de educação integral e na formação dos profissionais que atuam em sua implantação.

Além dos cursos, o programa realiza também seminários que compõem um espaço para debate sobre métodos e avaliações, contando com a presença e a contribuição de especialistas em avaliação e de representantes do setor público e do terceiro setor. Em 2011, foram realizados quatro seminários regionais sobre o tema – em Salvador, São Paulo, Goiânia e Curitiba – e um seminário internacional, no Rio de Janeiro. Divulgamos, ainda, os impactos dos nossos programas por meio de relatórios publicados no site da Fundação.

O Instituto Unibanco, criado em 1982, tem direcionado o foco de sua atuação para a qualificação das escolas públicas de ensino médio, estratégico para a formação da juventude. Suas iniciativas, assim como o desenvolvimento de novas tecnologias e metodologias educacionais, estão alinhadas com os princípios do Itaú Unibanco de trabalhar em parcerias com o poder público e investir na melhoria das políticas públicas.

Outra iniciativa que se transformou em política pública é o programa Jovem de Futuro que a partir de 2012 terá sua tecnologia transferida para as redes públicas de ensino médio dos estados do Ceará, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará e São Paulo.

Desde sua fundação, em 1987, o Instituto Itaú Cultural tem atuado como um agente de grande importância para o estudo, a preservação e a divulgação da memória artística brasileira.

Em 2011, o Itaú Cultural teve a presença de mais de 200 mil pessoas em sua sede, localizada em São Paulo. O público virtual do site do instituto totalizou cerca de 12,7 milhões de acessos únicos. Foram desenvolvidos 369 eventos e lançados 20 produtos. Desses, 23.470 foram distribuídos. No programa Rumos, o Instituto teve 2.891 inscritos nos editais de Artes Visuais, Educação, Cultura e Arte e Jornalismo Cultural. Desses, 79 foram selecionados.

Desempenho Ambiental

Energia
EN7
Iniciativas para reduzir o consumo de energia indireta e as reduções obtidas (AD - Indicador adicional)

Itaú Unibanco

Pensando no futuro de suas operações, na qualidade dos serviços, na segurança e em maior eficiência, o banco iniciou, em 2008, o programa de transformação e modernização de seu Data Center primário. O programa, responsável por reformar o Data Center em plena operação, utiliza critérios baseados nas melhores práticas de mercado para aumentar a capacidade de densidade elétrica dos ambientes (W/m2), contribuindo diretamente para a obtenção de maior eficiência energética e de refrigeração, diminuição de custos e riscos operacionais e otimização do espaço físico.

Duratex

A matriz energética da Duratex é formada por recursos naturais renováveis, como a biomassa. Mais de 50% da matriz corresponde à energia gerada a partir dessa fonte, o que reflete o empenho na adoção de tecnologias limpas. Além disso, ações são implementadas nas unidades industriais visando o aumento da eficiência ou a economia de energia. Iniciativas como o reaproveitamento de calor excedente do forno na unidade de louças na cidade de Jundiaí (SP), a utilização preferencial de luz natural em novas edificações (ou reformas) e a instalação de mecanismos de aquecimento solar de água em vestiários reforçam a preocupação da empresa com o tema.

Itautec

As iniciativas para redução no consumo de energia elétrica estão previstas no Sistema de Gestão Ambiental (SGA), certificado conforme a Norma NBR ISO 14001 desde 2003 e recertificado desde então. A empresa também conta com um Programa de Gestão Ambiental específico para monitorar o consumo de energia elétrica na unidade industrial e que inclui a orientação dos funcionários para práticas sustentáveis relativas à economia de energia.

Biodiversidade
EN14
Estratégias, medidas em vigor e planos futuros para a gestão de impactos na Biodiversidade (AD - Indicador adicional)

Itaú Unibanco

Riscos e oportunidades socioambientais – Pequenas e Médias Empresas
Desde 2007, o banco realiza a avaliação de risco socioambiental na concessão de crédito para pequenas e médias empresas. Esse processo de análise de risco socioambiental foi certificado com a norma de qualidade ISO 9001, em maio de 2010, e recertificado em maio de 2011.

No ano, também houve a reformulação da Política de Risco Socioambiental do Itaú Unibanco Holding S.A. e a Política Setorial de Risco Socioambiental da Área Empresas foi ajustada para refletir as alterações da política corporativa.

Com base na política da área e no Manual de Procedimentos de análise de risco socioambiental, aplicam-se ferramentas como a Lista Proibida, a Lista Restrita, a categorização socioambiental, o questionário de autodeclaração socioambiental, a análise de risco socioambiental, as diretrizes setoriais, as visitas a clientes e um canal de comunicação externo.

Todos os ramos de atividade foram classificados por meio de categorização socioambiental, considerando os riscos associados ao setor em que atuam. A partir dessa categorização, realiza-se a análise de risco socioambiental na concessão de crédito para empresas consideradas A (alto potencial de risco) e B (médio potencial de risco), que tenham envolvimento em crédito igual ou superior a R$ 5 milhões.

Para os setores com atividades enquadradas na Lista Restrita (madeira, pesca, amianto ou armas e munições), a análise de risco socioambiental ocorre em empresas com proposta de crédito a partir de R$ 1 milhão.

Duratex

A atuação da Duratex na gestão de impactos na biodiversidade ocorre principalmente nas atividades ligadas ao manejo florestal. A empresa contribui para a diversidade de fauna, flora e habitats preservados em decorrência da conservação da vegetação nativa, da proteção contra a caça clandestina e da prevenção e do combate aos incêndios florestais, cujas medidas, incluem sistema de vigilância permanente e brigadas de incêndio próprias, conforme o plano de manejo florestal.

As atividades ligadas à fabricação de metais e louças sanitárias e de produtos de madeira não causam impactos negativos significativos na biodiversidade. A Duratex não pratica o desmatamento das plantações florestais, realizado apenas em áreas já antropizadas por atividades anteriores de agricultura ou pecuária. Além disso, as fazendas florestais mantêm significativos trechos conservados de cerrado e Mata Atlântica intercalados a plantações de eucalipto e pinus que abrigam espécies ameaçadas de extinção, tais como a suçuarana (ou onça-parda), o urubu rei, o jacaré de papo amarelo e o tamanduá-bandeira.

São 49.620,7 hectares correspondentes a áreas protegidas com alta biodiversidade de um total de 231.689,1 hectares. Além disso, a organização mantém uma área de 615,5 hectares de mata da Reserva Natural Olavo Egydio Setúbal, uma Reserva Particular do Patrimônio Natural Estadual (RPPN), localizada na unidade Florestal de Lençóis Paulista (SP). Diferentes estudos científicos têm o apoio da Duratex para estudar e monitorar a vida silvestre nas fazendas florestais. A intenção é aprimorar a gestão ambiental, garantindo que a produção da madeira ocorra de maneira cada vez mais ecoeficiente.

Produtos e serviços
EN26
Iniciativas para mitigar os impactos ambientais de produtos e serviços (ES – Indicador essencial)

Itaú Unibanco

Ao final de 2011, aproximadamente 100 mil clientes já haviam aderido ao extrato em PDF, com uma média de adesão de 12 mil clientes por mês.

Também na Área Empresas, a simplificação de formulários para Proposta de Abertura de Conta (PAC) e de Câmbio representou a redução de cerca de 7 milhões de folhas de papel pelo banco. As pequenas e médias empresas ainda têm à sua disposição o Contador de Sustentabilidade Itaú Comexpress. Com essa ferramenta, a cada contrato de câmbio assinado digitalmente no Itaú 30 Horas contabiliza-se a quantidade de folhas de papel poupada e a emissão de gases de efeito estufa (GEE) evitada na produção das mesmas. O contador exibe esses dados para o cliente.

Desde o lançamento da assinatura digital de contratos de câmbio, em 2009, mais de 6,2 milhões de folhas de papel foram poupadas, superando a estimativa de atingir 5,7 milhões até o final de 2011. A quantidade de gases de efeito estufa que deixaram de ser emitidos para a atmosfera é de mais de 24,8 toneladas de CO2.

Já no produto Microcrédito, a concentração geográfica do agente de microcrédito busca melhorar a produtividade desse profissional e o atendimento ao cliente, bem como diminuir a necessidade de deslocamento. Além disso, os agentes de crédito utilizam o transporte público (uso de serviços coletivos).

Duratex

Os produtos da Duratex são desenvolvidos com cuidado ao meio ambiente e com base no compromisso com a preservação de recursos naturais. Um dos destaques é a oferta de produtos da divisão Deca que resultam em soluções de maior eficiência de água. A empresa está se estruturando para atender às novas exigências da Política Nacional de Resíduos Sólidos e conta com iniciativas para orientar os clientes sobre o correto descarte das embalagens que recebem a identificação de material reciclável.

Itautec

A fabricação de equipamentos segue preceitos ambientais e rígidos padrões internacionais, a exemplo da diretiva Restriction Certain of Hazardous Substances (RoHS), da Comunidade Europeia, que restringe o uso de substâncias químicas nocivas como chumbo, cádmio, mercúrio e cromo hexavalente, entre outras. A companhia produz, desde 2007, desktops, notebooks, netbooks e servidores em linha com a RoHS e busca, em 2012, a certificação por organismo independente de seu processo produtivo com base na diretiva.

Os produtos da linha de computação também são registrados na Electronic Product Environmental Assessment Tool (EPEAT), ferramenta de avaliação ambiental criada pela Agência de Proteção Ambiental Americana (EPA) e pela organização não governamental Greener Electronics Council, que avalia 51 critérios ambientais na concepção e produção de equipamentos eletroeletrônicos. Dos produtos registrados pela Itautec desde 2009, 78,3% atingiram o maior nível de aderência (gold), por atender com excelência no mínimo 75% dos 51 requisitos solicitados.

A empresa ainda produz equipamentos adequados aos índices do programa voluntário de conservação de energia, Energy Star, criado pela EPA e pelo Departamento de Energia dos Estados Unidos. A redução média do consumo de energia em 2011, em relação às gerações anteriores de equipamentos, foi de 30% para desktops e de 10% para notebooks, sem prejuízo ao desempenho dos produtos.

Conformidade
EN28
Multas e sanções por não conformidade com leis e regulamentos ambientais (ES – Indicador essencial)

Na Duratex, foram detectadas três ocorrências que resultaram em assinaturas de Termos de Ajustamento de Conduta com os Ministérios Públicos Estaduais locais e o pagamento de um total de R$ 49.762,39. Na unidade industrial de Uberaba (MG), a empresa se comprometeu a fazer as melhorias necessárias na Estação de Tratamento de Efluentes (ETE). Nas cidades de Taquari (RS) e Itapetininga (SP), a medida compensatória diz respeito à recuperação florestal das áreas envolvidas.

Em 2011, não houve multas significativas (acima de R$ 500 mil) ou sanções não monetárias por não conformidade com leis e regulamentos ambientais nas empresas Itaú Unibanco e Itautec.

Geral
EN30
Total de investimentos e gastos em proteção ambiental, por tipo (AD – Indicador adicional)

Itaú Unibanco

Em 2011, o Itaú Unibanco investiu R$ 6,37 milhões no tratamento e disposição dos resíduos e tratamento de emissões e R$ 1,01 milhão em prevenção e gestão ambiental, totalizando R$ 7,38 milhões.

Duratex

Em 2011, a companhia investiu R$ 26,7 milhões em proteção ambiental, sendo destaques R$ 8,8 milhões no tratamento de efluentes; R$ 11,9 milhões na coleta de resíduos; R$ 2,1 milhões em preservação florestal, R$ 1,8 milhão em ações ambientais, R$ 227,4 mil em tratamento de água e R$ 1,6 milhão em sistemas de exaustão. Adicionalmente, além desses valores, R$ 385,6 mil foram provisionados para atividades de passivo ambiental.

Itautec

A Itautec destinou R$ 1,2 milhão à gestão ambiental de seus processos e remediação ambiental, sendo R$ 917 mil para a manutenção dos processos operacionais e R$ 234 mil para projetos de remediação ambiental em andamento.

Práticas trabalhistas e trabalho decente

Emprego
LA1*
Total de trabalhadores, por tipo de emprego, contrato de trabalho e região, discriminados por gênero (ES – Indicador essencial)

*Nota: O indicador completo LA1 das controladas está disponível nos relatórios anuais de sustentabilidade das empresas . Para esta publicação, da Itaúsa, foi considerado apenas o total de colaboradores.

Relações entre os trabalhadores e a governança
LA4
Percentual de empregados abrangidos por acordos de negociação coletiva (ES – Indicador essencial)

A totalidade dos trabalhadores (100%) das empresas do Conglomerado Itaúsa é abrangida por acordos de negociação coletiva.

Direitos humanos

Práticas de investimento e de processos de compra
HR1
Percentual e número total de acordos e contratos de investimentos significativos que incluam cláusulas referentes a preocupações com direitos humanos ou que foram submetidos a avaliações referentes a direitos humanos (ES – Indicador essencial)

Itaú Unibanco

Em 2011, o Itaú Unibanco celebrou um Contrato de Compra e Venda de Ações para a aquisição de 49% do Banco CSF S.A. (Banco Carrefour) – até o começo de 2012, aguardava a conclusão da operação pelo Banco Central. Os contratos de investimento não possuem cláusulas com foco em direitos humanos ou são submetidos a avaliações referentes ao tema.

Duratex

Os contratos de financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a realização dos projetos da Duratex foram concedidos mediante a apresentação de declarações firmadas pela empresa de que inexistem contra si e seus dirigentes, condenações em razão de discriminação de raça ou gênero, trabalho escravo, trabalho infantil, assédio moral e sexual e crimes ambientais. No ano, a Duratex não realizou investimentos significativos que demandassem avaliações referentes a direitos humanos. A Duratex é signatária do Pacto Global e apoia o Instituto Ethos.

Itautec

No ano, não ocorreram contratos de investimentos significativos que demandassem avaliações referentes a direitos humanos.

HR2 Percentual de empresas contratadas, fornecedores e outros parceiros de negócio significativos que foram submetidos a avaliações referentes a direitos humanos, e as medidas tomadas (ES – Indicador essencial)

Itaú Unibanco

Em 2011, não foram identificados casos de violação de direitos humanos, de trabalho infantil ou de trabalhadores jovens expostos a trabalho perigoso, de trabalho forçado ou análogo ao escravo nas operações do Itaú Unibanco e dos fornecedores significativos.

Duratex

Em outubro de 2011, a empresa desenvolveu o Questionário GFD – Gestão de Fornecedores Duratex, que aborda diversos critérios de avaliação dos fornecedores, incluindo os relativos a direitos humanos. O método de avaliação e o fluxo do questionário para disponibilização das informações estará concluído em 2012 e será aplicado a todas as empresas fornecedoras da Duratex.

Itautec

Visando a responsabilidade socioambiental em toda a sua cadeia produtiva e para promover o aperfeiçoamento de seus parceiros comerciais, a Itautec realizou em 2011 seu segundo Workshop de Fornecedores. No evento, que contou com a participação 24 empresas, foi debatida a importância da adoção de requisitos de sustentabilidade na cadeia de suprimentos.

Nos processos de seleção, a Itautec analisa desde a qualidade dos insumos e as condições financeiras até o cumprimento de exigências tributárias, sociais e ambientais. Ao final de 2011, a Itautec mantinha 1.002 fornecedores produtivos ativos, sendo 836 nacionais e 166 estrangeiros. Do volume total de compras no exercício, 80% foram realizadas com 43 empresas, 18% com 149 e os 2% restantes com 810 empresas.

Sociedade

Corrupção
SO2
Percentual e número total de unidades de negócios submetidas a avaliações de riscos relacionados à corrupção (ES – Indicador essencial)

Itaú Unibanco

Os riscos relacionados à corrupção estão especificados na Política Corporativa de Ética e Combate à Corrupção e à Propina do banco. A avaliação desses riscos ocorre nas rotinas de monitoramento, que em 2011 foram aplicadas ao Itaú Unibanco S.A. e são realizadas por áreas como Controles Internos, Controles Financeiros, Gestão de Riscos etc. As denúncias são feitas por meio da Ouvidoria e da Inspetoria.

Em 2011, não foram denunciados nem apurados casos de corrupção e propina nem ocorreram ações judiciais contra a organização e/ou seus colaboradores.

Duratex

A Duratex tem as diretrizes para o tratamento de questões de corrupção em três documentos corporativos: o Código de Ética e Conduta, a Política Corporativa de Prevenção e Combate a Atos Ilícitos, e a Política para Recepção e Tratamento de Denúncias. Essas diretrizes são incorporadas na Política de Compras e aplicadas na gestão ética e transparente de fornecedores, em compliance com as Convenções da OIT e os dez princípios do Pacto Global.

A Duratex ainda mantém um canal aberto para denúncias anônimas de colaboradores e terceiros. As denúncias são analisadas pela Comissão de Ética e, se confirmadas, podem levar à advertência do infrator e a outras penalidades internas, não eximindo-o de responder legalmente por seus atos. Em 2011, a companhia não recebeu nenhuma comunicação, interna ou externa, relatando casos de corrupção.

Itautec

A companhia combate e repudia qualquer tipo de corrupção, posição claramente expressa em seu Código de Ética e Conduta. O documento é entregue a todos os colaboradores no momento da admissão, independentemente do cargo a ser preenchido, e estes se comprometem a adotar os princípios éticos e padrões de conduta valorizados pela Itautec. Os profissionais também contam com um canal específico para relatar qualquer tipo de desvio em relação aos comportamentos esperados e incentivados pela companhia e expressos no Código, assim como conflitos de natureza ética, estando garantido o anonimato. Em 2011, não houve unidades de negócios submetidas a avaliações de riscos relacionados à corrupção na Itautec.

Políticas públicas
SO5
Posições quanto a políticas públicas e participação na elaboração de políticas públicas e lobbies (ES – Indicador essencial)

Itaú Unibanco

O Itaú Unibanco atua de maneira a contribuir para que as boas práticas de gestão e relacionamento desenvolvidos ao longo de sua história possam ser empregadas também em parcerias com os governos para estimular o aperfeiçoamento das políticas públicas e multiplicar os benefícios gerados para um número cada vez maior de pessoas.

Os investimentos sociais e culturais são coordenados e geridos por três instituições: Fundação Itaú Social, Instituto Unibanco, e Instituto Itaú Cultural. Cada uma dessas organizações tem projetos, objetivos e metas distintos, mas atuam de maneira complementar, e têm sido responsáveis por significativos avanços em áreas prioritárias como a educação de crianças e adolescentes, o desenvolvimento da cidadania e a valorização da arte e história brasileiras.

Em 2011, os investimentos sociais e culturais do banco alcançaram o valor aproximado de R$ 293,8 milhões, com destaque para o total de recursos destinados à educação e cultura, que atingiram o montante de R$ 184,2 milhões.

No ano, foram investidos ainda R$ 54,8 milhões em outros projetos por meio da Lei Rouanet. Esses recursos foram empregados em 66 projetos espalhados por oito estados brasileiros. Por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, o Itaú Unibanco destinou R$ 12 milhões a 13 projetos relacionados a esportes de alto rendimento, esporte educacional, participação e lazer em 12 estados brasileiros.

Fundação Itaú Social

Um dos principais desafios para o desenvolvimento da educação no país é a formulação de estratégias de gestão que influenciem positivamente a capacitação profissional de educadores e administradores, além de fortalecer e aprimorar macroestratégias das secretarias públicas educacionais. Nesse contexto, a Fundação Itaú Social desenvolve uma série de programas e ferramentas que contribuem para a ampliação do debate sobre o tema. Uma dessas iniciativas é Ciclo de Debates em Gestão Educacional, série de eventos que tem como objetivo disseminar conteúdos aos gestores de educação.

A Fundação também cria e elabora materiais para assessorar as escolas a partir de projetos como o de Melhoria da Educação no Município – programa implantado em 15 municípios do estado do Paraná e cujo objetivo é ajudar os gestores públicos a desenvolver planos de educação municipais – e o Brasil Hoje – cujo objetivo é formar gestores públicos ao realizar a gestão de dados que podem ser úteis para que eles tomem decisões em seus municípios. O trabalho durante o projeto Brasil Hoje resultou em um site que reúne, em linguagem mais simples, dados de indicadores relativos à educação nos municípios disponibilizados pelo IBGE e por diversos outros sites.

Por meio da Fundação Itaú Social, o banco também incentiva a participação de seus funcionários em ações sociais apoiadas pelos Conselhos Municipais dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes. O órgão também apoia as secretarias de educação por meio do programa Itaú Criança, que possui uma frente batizada de Direito à Educação, centrada no incentivo à leitura.

Para saber mais sobre esses e outros programas que envolvem políticas públicas, acesse www.fundacaoitausocial.org.br.

Instituto Unibanco

A capacidade de inserção no mercado de trabalho formal, aumento na geração de renda e desenvolvimento social são fatores que dependem intensamente do nível de escolaridade alcançado por cada indivíduo durante seu amadurecimento. O Instituto Unibanco, criado em 1982, tem direcionado o foco de sua atuação para a qualificação das escolas públicas de Ensino Médio, estratégico para a formação da juventude. Suas iniciativas, assim como o desenvolvimento de novas tecnologias e metodologias educacionais, estão alinhadas com os princípios do Itaú Unibanco de trabalhar em parcerias com o poder público e investir na melhoria das políticas públicas.

Os projetos do Instituto Unibanco são desenvolvidos em regiões urbanas com amplo contingente de jovens na faixa etária correspondente ao Ensino Médio e atendem a mais de 160 mil estudantes em todo o país. Entre seus objetivos estão a diminuição da evasão escolar, o aprimoramento da gestão das escolas públicas, a capacitação de professores e o desenvolvimento de novos métodos para avaliar e requalificar as instituições públicas de ensino.

Mais informações sobre o Instituto Unibanco e suas iniciativas estão disponíveis no http://ww2.itau.com.br/institutounibanco/Default.aspx

Duratex

As posições defendidas pelas empresas industriais do Conglomerado Itaúsa têm como objetivo a implantação de medidas que preservem a capacidade competitiva da indústria brasileira e possibilitem o seu crescimento e desenvolvimento em bases sustentáveis. Para a realização de tais objetivos, a Duratex conta com as seguintes diretrizes de atuação em associações e órgãos de governo:

  • a) A fundamentação técnica para a imposição de medidas que coíbam importações fora das condições normais de mercado;
  • b) A denúncia de medidas que geram guerra fiscal entre as Unidades da Federação e proposição de medidas que possam coibir ou contrabalançar os efeitos danosos das ações de guerra fiscal implementadas por alguns estados;
  • c) O combate à pirataria, à sonegação de impostos e a outras formas ilegais de atuação;
  • d) A defesa intransigente da ética e da atuação formal nas relações da indústria com seus empregados, fornecedores, clientes e governo;
  • e) A elaboração de propostas de redução da carga de impostos e de isonomia tributária entre setores industriais;
  • f) A defesa de políticas de fomento ao desenvolvimento tecnológico e à inovação e ao aumento do valor adicionado e do conteúdo tecnológico gerado pela indústria brasileira;
  • g) A defesa do meio ambiente e ações de sustentabilidade.

Itautec

A Itautec busca se aproximar dos governos e colaborar com a formulação de políticas públicas que contribuam para o aprimoramento de suas atividades e diminuam possíveis impactos socioambientais nas comunidades. Exemplo desse posicionamento foi a participação em grupos de trabalho estruturados pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) para a regulamentação do descarte de resíduos eletroeletrônicos, aprovada pela Lei 12.305/10, que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos.

SO6 Valor total de contribuições financeiras e em espécie para partidos políticos, políticos ou instituições relacionadas, discriminadas por país. (AD – Indicador adicional)

Itaú Unibanco

O apoio concedido pelo Itaú Unibanco aos candidatos que participam de campanhas políticas é distribuído de acordo com os princípios e valores de transparência e ética sobre os quais se baseia a atuação da organização. Para assegurar uma conduta adequada nesse processo existe o Comitê de Contribuição Política, composto por conselheiros e executivos do banco, além de uma política específica para doações a campanhas eleitorais.

Essa política determina que todos os recursos sejam direcionados exclusivamente aos candidatos, impossibilitando doações a comitês partidários e partidos políticos. Os valores destinados a esse fim também seguem rigorosamente a legislação que regulamenta as doações para campanhas eleitorais.

O Comitê de Avaliação Política é responsável por analisar o histórico dos candidatos e suas plataformas políticas e por selecionar os candidatos cujas propostas mais valorizam o mercado competitivo, a meritocracia e o desenvolvimento social. Em 2011, não houve nenhuma contribuição dessa natureza realizada pelo banco.

Duratex

Não houve nenhuma contribuição financeira em 2011.

Itautec

De acordo com o Código de Ética e Conduta da Itautec, a companhia poderá efetuar contribuições a partidos políticos e candidatos, em conformidade com a legislação vigente, após a análise das plataformas e trajetórias dos candidatos a fim de escolher, depois de ampla avaliação e debate, aqueles que oferecem as propostas julgadas mais eficientes para atingir o desenvolvimento sustentável e a melhoria das condições de vida dos brasileiros. Os recursos são contabilizados pela empresa seguindo rigorosamente a legislação que regulamenta as doações para campanhas eleitorais. Em 2011, não foram feitas contribuições financeiras a partidos políticos ou candidatos.

Concorrência desleal
SO7
Número total de ações judiciais por concorrência desleal, práticas de truste e monopólio e seus resultados (AD – Indicador adicional)

No exercício de 2011, as empresas do Conglomerado Itaúsa não foram objeto de ação judicial por concorrência desleal, práticas de truste ou monopólio.

Responsabilidade sobre o produto

PR6 Programas de adesão às leis, normas e códigos voluntários de comunicações de marketing, incluindo publicidade, promoção e patrocínio (ES – Indicador essencial)

Itaú Unibanco

Com o objetivo de atuar de maneira ética e transparente, diversas normas internas orientam as ações de marketing do banco, como o Código de Ética Corporativo, o Nosso Jeito de Fazer (Cultura Corporativa), o Guia Corporativo de Segurança da Informação, a Gestão Corporativa de Crises e o Guia para Continuidade de Negócios.

Além disso, o Itaú Unibanco adere a diversos códigos de autorregulação existentes no mercado, como os do Banco Central do Brasil (Bacen), da Superintendência de Seguros Privados (Susep), do Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar), da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs) e o Código de Defesa do Consumidor (CDC), entre outros. A conformidade ao cumprimento dessas normas e códigos voluntários é feita por meio de pesquisas de mercado, canais de atendimento ao cliente e da gestão conjunta das áreas de Controles Internos, Compliance, Jurídico e de negócios.

Duratex

A comunicação da Duratex destinada a seus clientes e consumidores é pautada por princípios estabelecidos em seu Código de Ética e Conduta, o que inclui o compromisso com a veracidade das informações divulgadas e a proibição da mercantilizarão infantil em sua publicidade.

Itautec

A Itautec não mantém programas de adesão a códigos voluntários relacionados à promoção, propaganda e políticas de marketing. Seu Código de Ética e Conduta estabelece os princípios que regem o relacionamento com seus clientes de acordo com padrões éticos e de respeito para com os consumidores.

PR7 Número de casos de não conformidade com regulamentos e códigos voluntários relativos a comunicações de marketing, incluindo publicidade, promoção e patrocínio, discriminados por tipo de resultado (AD – Indicador adicional)

Itaú Unibanco

O Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) considerou o anúncio "Banco Mais Sustentável do Mundo" regular e arquivou, por unanimidade, a representação em face do Itaú Unibanco na sessão de 01/03/2012 da Câmara Especial de Recurso do Conselho de Ética.

Duratex

No ano, não foram registradas denúncias ou reclamações referentes a violações de códigos de autorregulamentação publicitária ou ações de publicidade, promoção e patrocínio, nem de violação à privacidade dos clientes.

Itautec

No exercício, não foram registrados casos de não conformidade relacionados à comunicação de marketing, publicidade, promoção ou patrocínio.

>> voltar ao topo