Mensagem da liderança

G4-1

A Itaúsa é uma holding pura que, ao cumprir seu objeto social de participar do capital de outras empresas, apoia o desenvolvimento de negócios responsáveis e éticos e contribui para a geração de riquezas e o crescimento do Brasil. A companhia direciona seus investimentos focada em maximizar o valor adicionado aos seus acionistas e, continuamente, analisa novas oportunidades.

A avaliação de setores nos quais podem haver oportunidades de novos negócios ou para ampliar a participação que já possuímos foi uma das principais frentes nas quais trabalhamos durante o ano de 2016. Com apoio de uma consultoria externa, conduzimos estudos e observações que subsidiarão as decisões relacionadas à alocação estratégica dos recursos.

Esse processo de reavaliação do portfólio dos investimentos é contínuo e tem sido conduzido de forma atenta e cautelosa, em linha com nossos direcionadores estratégicos e processos de governança. Buscamos, por exemplo, oportunidades para ampliarmos nossa participação em áreas que possibilitem a diversificação dos riscos de mercado e regulatórios que existem sobre o setor financeiro, no qual estão concentrados quase 96% dos investimentos. Efeito dessa gestão ativa do portfólio, comunicamos ao mercando, no fim de 2016, o ingresso formal no processo competitivo para aquisição de participação societária na BR Distribuidora.

No âmbito dos negócios atuais, ainda impactados pela acentuada retração da economia brasileira, alcançamos resultados positivos. Em 2016, a Itaúsa obteve lucro líquido recorrente de R$ 8,6 bilhões e uma rentabilidade recorrente sobre o patrimônio líquido médio (ROE) de 18,6%.

O valor adicionado consolidado da holding somou R$ 10,2 bilhões. A remuneração aos nossos acionistas, na forma de dividendos e JCP (Juros sobre Capital Próprio) relativos ao exercício de 2016, foi 37,4% superior ao montante relativo ao exercício de 2015, atingindo R$ 3.734 milhões. As ações da companhia encerraram o ano cotadas a R$ 8,28, valorização de 32,4% em relação à mesma data de 2015. Esse desempenho demonstra a solidez, a resiliência e a capacidade do Conglomerado de gerar valor aos investidores.

A gestão responsável e direcionada para a sustentabilidade da holding foi novamente reconhecida de forma positiva pelo mercado. A Itaúsa, pelo 10º ano, foi incluída na carteira do ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial) da BM&FBovespa. Pelo 13º ano, a companhia foi selecionada para compor o DJSI (Dow Jones Sustainability Index). Adicionalmente, foi apontada como uma das empresas Líderes em Transparência dentro do programa Mudanças Climáticas do CDP Latin America.

Entre as empresas do Conglomerado, com medidas de maior eficiência e ações para redução dos índices de inadimplência, o Itaú Unibanco apurou em 2016 um lucro líquido recorrente de R$ 23,5 bilhões, crescimento de 2,7% em relação ao ano anterior. O banco também consolidou suas operações no Chile, com a aquisição do controle do Itaú CorpBanca, e avançou na estratégia de posicionar-se como uma das principais companhias no mercado da América Latina. Adquiriu também o controle da Recovery do Brasil e passou a deter 100% do capital do Banco Itaú BMG Consignado. Celebrou, ainda, um contrato para aquisição dos negócios de varejo do Citibank no Brasil.

A Itaúsa reavalia continuamente seu portfólio de investimentos e busca oportunidades para maximizar a geração de valor aos acionistas

Em sua governança, o Itaú Unibanco deu continuidade ao processo para sucessão do atual Presidente Executivo, Roberto Setubal, e, conforme o planejado, fez alterações na composição de seu Comitê Executivo.

Na área industrial, a Duratex esteve concentrada nas ações de redução de custo e aumento da eficiência, encerrando o período com lucro líquido consolidado de R$ 26 milhões.

A Elekeiroz reconheceu impairment de alguns ativos e outros ajustes que impactaram negativamente o resultado da holding em R$ 267 milhões. No quarto trimestre, a companhia observou melhoras em seu mercado e sinais de recuperação do setor químico. A Itautec continua honrando os contratos de garantia e manutenção dos equipamentos.

Com uma estrutura de governança sólida e ativa, a Itaúsa acompanha de perto a evolução dos negócios de suas controladas, assegurando a autonomia das administrações de cada empresa. A holding não atua diretamente sobre a gestão e coordenação das operações, mas participa dos Conselhos de Administração das companhias com foco em apoiar as decisões estratégicas e de investimentos, preservando os valores corporativos e a integridade ética do Conglomerado.

A expectativa de analistas de mercado e economistas é de um cenário macroeconômico ainda desafiador em 2017, mas há indicações positivas relacionadas a aspectos como controle da inflação, retomada da confiança do consumidor e encaminhamento de importantes reformas fiscais. Nesse contexto, a busca por eficiência e produtividade em nossas controladas continuará a ser predominante. Da mesma forma, manteremos o foco na avaliação de oportunidades para a diversificação do portfólio da holding, buscando identificar possibilidades que impulsionem o crescimento sustentável de nossos ativos e negócios.

Alfredo Egydio Arruda Villela Filho
Presidente do Conselho de Administração

Alfredo Egydio Setubal
Diretor-Presidente