Já as despesas tributárias – compostas, basicamente, pelo Programa de Integração Social (PIS) e pela Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (COFINS) incidentes sobre a receita de Juros sobre Capital Próprio (JCP) recebidos do Itaú Unibanco – somaram R$ 308 milhões, aumento de R$ 20 milhões no comparativo com 2016.

Assim, o lucro líquido recorrente de janeiro a dezembro foi de R$ 9,1 bilhões, alta de 5,5% em relação a 2016, com rentabilidade recorrente sobre o patrimônio líquido médio (ROE) de 18,2%. O lucro líquido no mesmo período atingiu R$ 8,4 bilhões, com rentabilidade de 16,8%.

  APIMEC Itaúsa

Retorno sobre o patrimônio líquido médio (ROE)


 

Demonstração do resultado individualrecorrente (R$ milhões) 01/01 a 31/12/17 01/01 a 31/12/16 Evolução (%)
Setor financeiro  9.135  8.754 4,4
Setor nãofinanceiro  130  (80) 262,5
Alpargatas  48  -   N.A.
Duratex  66  (4) 1.750,0
Elekeiroz  39  (49) 179,6
Itautec  (23)  (27) 14,8
Outros  (6)  4 (250,0)
Total REP recorrente  9.259  8.678 6,7
Resultado próprio da Itaúsa  (139)  (35) (297,1)
Receitas/Despesas financeiras  (42)  67  
Dividendos/Juros sobre Capital Próprio (JCP)  175  -    
Despesas administrativas  (53)  (43)  
Despesas tributárias  (308)  (288)  
Outras receitas/Despesas operacionais  11  24  
Imposto de Renda (IR)/Contribuição Social (CS)  78  205  
Lucro líquido recorrente  9.120  8.643 5,5
Resultado nãorecorrente  (717)  (432)  
Próprio  (108)  -    
Decorrentes de participação acionária no ItaúUnibanco  (589)  (170)  
Decorrentes de participação acionária nas demais empresas  (20)  (262)  
    Alpargatas  (29)  -    
    Duratex  2  13  
    Elekeiroz  7  (283)  
    Itautec  -    7  
    Itaúsa Empreendimentos  -    1  
Lucro líquido  8.403  8.211 2,3

 

Principais indicadores financeiros
Indicadores por ação (R$) 31/12/17 31/12/16 Evolução (%)
Lucro líquido da Controladora 1,1 1,1 1,9
Lucro líquido recorrente da Controladora 1,2 1,2 5,0
Valor patrimonial da Controladora 7,1 6,4 10,5
Dividendo/JCP líquido de IR 0,9 0,5 75,1
Preço da ação PN1 10,8 8,2 31,6
Capitalização de mercado2 (R$ milhões) 80.865 60.855 32,9

1. Cotação média das ações preferenciais no último dia do período.
2. Calculada com base na cotação média das ações preferenciais no último dia do período (cotação da ação PN média multiplicada pela quantidade de ações em circulação no fim do período).

R$ 9,1 bilhões

Valor do lucro líquido recorrente de janeiro a dezembro de 2017, o que representa elevação de 5,5% em relação a 2016, com rentabilidade recorrente sobre o patrimônio líquido médio (ROE) de 18,2%

Valor adicionado pro forma 201-1

Apresentamos a seguir a demonstração do valor adicionado pro forma do portfólio da Itaúsa para melhor refletir a distribuição de valor para a sociedade:

Demonstração Consolidada do Valor Adicionado (Em milhões de Reais) 01/01 a 31/12/17 Percentual 01/01 a 31/12/16 Percentual
  01/01 a 31/12/17 01/01 a 31/12/16
Demonstração consolidada do valor adicionado (pro forma) R$ milhões % R$ milhões %
Receitas 71.230    78.090  
Despesas (33.116)    (39.142)  
Insumos adquiridos de terceiros (10.829)    (9.984)  
Valor adicionado bruto 27.285    28.963  
    Depreciação, amortização e exaustão (1.734)    (1.764)  
Valor adicionado líquido produzido 25.551    27.200  
Valor adicionado recebido em transferência 196    377  
Valor adicionado total a distribuir 25.747    27.577  
 
Distribuição do valor adicionado 25.747 100,0  27.577 100,0
    Pessoal 8.707 33,8  8.383 30,4
    Impostos, taxas e contribuições 7.386 28,7  9.872 35,8
    Remuneração de capitais de terceiros 1.132 4,4  1.106 4,0
    Remuneração de capital próprio 8.522 33,1  8.216 29,8

 

Demonstração do Valor Adicionado (DVA) – 2017 – pro forma (%)


Ativos intangíveis

A solidez e os princípios éticos que norteiam o desempenho eficiente e sustentável da Itaúsa decorrem dos principais ativos intangíveis da Companhia: o capital humano e o capital intelectual. Outro importante ativo intangível para a Companhia são as marcas de suas investidas, que são amplamente reconhecidas pelos consumidores e que agregam valor aos negócios.

A revista The Banker elegeu em 2018 o Itaú como a marca mais valiosa do Brasil, com valor de U$ 8,01 bilhões em 2018 (U$ 6,86 bilhões em 2017). Pela pesquisa Interbrand, a marca Itaú, pela 14ª vez, foi eleita a mais valiosa do Brasil, avaliada em R$ 28 bilhões, com crescimento de 6% em relação ao ano anterior; já a marca Havaianas, da Alpargatas, ficou na 16ª posição avaliada em R$ 688 milhões, com valorização de 13% na mesma comparação. A marca de sandálias foi eleita ainda a preferida do público carioca, em sua categoria, em pesquisa promovida pelo jornal O Globo com mais de quatro mil entrevistados. As marcas Deca e Durafloor, da Duratex, foram reconhecidas pelos consumidores pela pesquisa Folha Top of Mind, do Instituto Datafolha.

Prêmios e reconhecimentos

Como resultado do comprometimento da Itaúsa com a excelência em seus processos, foram recebidas pelas investidas diversas premiações e reconhecimentos, entre os quais destacamos:

MARCA

Um dos ativos intangíveis da Itaúsa, reflete solidez e princípios éticos que pautam a atuação eficiente e sustentável do Portfólio

Itaú Unibanco

As Melhores Empresas para Trabalhar – Guia Você S.A.; o primeiro lugar no setor bancário da pesquisa As Melhores da Dinheiro 2017; e o primeiro lugar no ranking Top 25 – Latin America and Caribbean da pesquisa Top 1000 World Banks 2107.

Alpargatas

Eleita campeã do Varejo – Prêmio LIDE de Comunicação Visual no Varejo 2017; recebeu o Prêmio de Investimento em Varejo no Reino Unido – British Brazilian Awards 2017; a Havaianas figurou no Top 50 Maiores Redes de Franquias do Brasil – pesquisa da Associação Brasileira de Franchising (ABF); e, na 17ª edição do Valor 1000, ficou entre as 150 maiores empresas, entre outros.

Duratex

A Deca foi eleita, por votação popular, a preferida dos consumidores no Prêmio Época Reclame Aqui, na categoria Fabricantes de Louças e Metais. A Durafloor e a Hydra foram finalistas da premiação em suas categorias. Na divisão Madeira, a Duratex conquistou reconhecimentos como o Top Móbile, da Alternativa Editorial, por seus painéis de MDF no segmento Fornecedores de Indústria. Já os pisos laminados levaram a companhia a vencer os prêmios Fornecedor Destaque Hotelaria, da Revista Hotéis; e Pini, da Editora Pini. Já a Ceusa integrou o ranking Top 10 da Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco), no critério Qualidade.

Destaques da Itaúsa

A Itaúsa tem praticado nos últimos anos o repasse de 100% da remuneração recebida pelo Itaú Unibanco aos seus acionistas. Eventualmente, são realizadas chamadas de capital para o pagamento de despesas da holding e manutenção de adequado nível de liquidez.

Em 2017, a remuneração aos acionistas foi de R$ 6,6 bilhões em dividendos/JCP, líquidos de impostos. O montante é 76,8% superior ao total distribuído no exercício anterior. O payout (dividendos e JCP/lucro líquido da Controladora, excluída a reserva legal de 5%) foi de 83%, aumento de 35 pontos percentuais em relação a 2016.

O total de dividendos/JCP relativo a 2017, líquidos da chamada de capital (R$ 5,2 bilhões), representa crescimento de 74,7% sobre o valor líquido do ano anterior (R$ 2,9 bilhões).

Dividendos, JCP e payout (R$ milhões)

Fluxo de dividendos/JCP e
rendimento (yield)


Mercado de capitais

A Área de Relações com Investidores fornece subsídios para a decisão de investimento em ações da Itaúsa por meio da divulgação transparente de informações. Para isso, é mantido um sistema de comunicação proativo com o mercado de capitais, que inclui website de Relações com Investidores (www.itausa.com.br), disponibilizado em português e inglês; reuniões Apimec, realizadas desde 2001; teleconferências com os analistas para a divulgação do resultado consolidado do ano; relatório anual, cuja versão on-line pode ser acessada no website de RI; mecanismo de envio de e-mail alert, cuja base de dados conta com mais de 7,5 mil usuários cadastrados; atendimento telefônico no canal “Fale com o RI”; informe trimestral “Ações em Foco”, no website Companhia, no menu Itaúsa no Mercado de Ações; “Programa de Reinvestimento de Dividendos”; “Investfone” (3003-9285 para Capitais e Regiões Metropolitanas e 0800 720 9285 para demais regiões); e as reuniões frequentes com os investidores – que somaram mais de cem encontros. 102-33 | 102-34

Em 2017, pelo 14º ano, a Itaúsa foi selecionada para compor a carteira do Dow Jones Sustainability World Index (DJSI) – edição 2017/2018, juntamente com apenas outras cinco empresas brasileiras, incluindo o Itaú Unibanco. Compôs ainda, pelo 11º ano, a carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da B3 S.A. – Brasil, Bolsa, Balcão (B3), que vai vigorar de 2 de janeiro de 2018 a 4 de janeiro de 2019, além de ter sido incluída na categoria Management, avaliada pelo Carbon Disclosure Project (CDP) Latin America (questionário Mudanças Climáticas).

No ano, a Itaúsa obteve também duas conquistas importantes. Sua reunião na Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais (Apimec) posicionou-se entre as três melhores reuniões, em votação dos profissionais de investimento. Obteve ainda o Troféu Bronze na Avaliação de Sustentabilidade Empresarial da RobecoSAM, que, anualmente, compila uma base de dados globais sobre sustentabilidade corporativa.

As ações preferenciais da Itaúsa (código ITSA4) encerraram 2017 cotadas a R$ 10,82, valorização de 31,5% em relação à cotação de encerramento do exercício anterior. Já o principal índice da B3, o Ibovespa, registrou valorização de 26,9%.

A quantidade de acionistas pessoas físicas no período era de 73.520, crescimento de 35,2% em relação ao encerramento de 2016.

O volume financeiro médio diário negociado das ações preferenciais (PN) foi de R$ 155,7 milhões, com 5.943 mil negócios. Em 2016, havia sido de R$ 171,3 milhões, com 7.264 mil negócios.

Em dezembro de 2017, as ações eram negociadas com Desconto Itaúsa* de 25% na comparação com os 27,8% do fim de 2016.

A capitalização de mercado, com base no valor das ações mais líquidas (ITSA4), alcançou R$ 80.865 milhões no término do período, com alta de 32,9% no comparativo com o ano anterior, enquanto o valor total de mercado da soma das participações nas empresas investidas atingiu R$ 110.774 milhões.

* Indicador da diferença entre a cotação de mercado das ações da Itaúsa e o valor teórico obtido quando somados os valores de mercado das partes que compõem os investimentos da holding.

DJSI
A Itaúsa foi selecionada para integrar a carteira do índice Dow Jones Sustainability World Index (DJSI), edição 2017/2018, pelo 14º ano

  Itaú Unibanco

Evolução da base de acionistas
      (número de acionistas)


Evolução das ações ITSA4 X Ibovespa

Ações ITSA4

No encerramento de 2017, as ações ITSA4 haviam valorizado 31,5% na comparação com o fim de 2016 – superior à do Ibovespa, que foi de 26,9%

Conteúdo anterior Próximo conteúdo