Pular para conteúdo
Buscar

Itaúsa divulga lucro líquido de R$ 2,2 bilhões no primeiro trimestre do ano

A Itaúsa, holding brasileira de investimentos, reporta lucro líquido de R$ 2,2 bilhões no primeiro trimestre do ano, 119% superior ao mesmo período do ano anterior. O retorno sobre o patrimônio líquido (ROE) foi de 15,3%. 

Os destaques ficam com as empresas do portfólio que mais uma vez foram resilientes em seus resultados operacionais. O resultado recorrente das companhias investidas foi de R$ 2.501 milhões, 95% superior ao mesmo período de 2020, com crescimento de dois dígitos em todas as empresas investidas. 

O Itaú Unibanco atingiu lucro líquido de R$ 5,7 bilhões no 1T21, representando incremento de 64,3% em relação ao mesmo período de 2020. O crescimento de 8% do produto bancário, com destaque para o bom desempenho das carteiras de crédito imobiliário, veículos e agro, além da expressiva redução no custo do crédito, foram determinantes para esse resultado positivo. Na frente de centralidade no cliente e digitalização, destaca-se o forte crescimento da base de novos clientes adquiridos por meio digital com a conquista de mais de 3,7 milhões novos relacionamentos no 1T21 e outros 1,5 milhão em abril. Além disso, 54% dos produtos do banco foram adquiridos por meio dos canais digitais no trimestre, incremento de 70% frente ao mesmo mês de 2020. Vale destacar a o crescimento da participação do iti, plataforma que evoluiu de carteira digital para um banco digital completo, e que atingiu 6 milhões de clientes. 

A Alpargatas, por sua vez, apresentou crescimento de receita de 32,7%, expansão de margem bruta e EBITDA. A estratégia da companhia focada na expansão global de Havaianas e no avanço dos canais digitais foram fatores essenciais para suportar o seu crescimento de volume de vendas e rentabilidade. O EBITDA do 1T21 atingiu R$ 175,3 milhões e o lucro líquido recorrente atribuído aos acionistas controladores foi de R$ 140,2 milhões, 73,6% superior na comparação com o mesmo período do ano anterior.

Duratex teve o melhor primeiro trimestre de sua história com desempenho favorável do setor da construção civil que, somado ao crescimento do setor de autoconstrução e reforma, impulsionaram o resultado da companhia, apesar da alta nos preços dos seus principais insumos de produção. No primeiro trimestre, a receita líquida totalizou R$ 1.768,1 milhões com aumento de 52,2% em relação ao mesmo período de 2020. 

Para a Copagaz, o primeiro trimestre foi focado na implementação do plano de integração de negócios com a Liquigás, aquisição que ocorreu no final do ano passado, além da captura de sinergias e a nova estratégia comercial e de marca das companhias. A empresa teve uma receita líquida de R$ 2.173 milhões e crescimento de 20% em relação ao 1T20.

Já a NTS reportou receita líquida de R$ 1.408 milhões, 22,6% superior à observada no mesmo período do ano anterior, em razão da correção anual de contratos de transporte de gás. Com a “Nova Lei do Gás”, aprovada recentemente, a empresa terá a possibilidade de fazer inovações em suas atividades e, acredita que as alterações desse novo marco legal têm potencial de fomentar investimentos e competitividade para o setor de gás natural.

Para Alfredo Setubal, presidente da Itaúsa, “seguimos confiantes na boa execução da estratégia de nossas investidas e na solidez de seus resultados, com boas perspectivas para a holding e nosso portfólio. Nos manteremos atentos às boas oportunidades de investimento e com a usual disciplina na alocação de capital, que tem pautado nossas decisões há décadas”, conclui o executivo.

Novos Investimentos
Neste primeiro trimestre, a Itaúsa assinou contrato de investimento para aquisição de 10,2% do capital votante e 8,5% do capital total da Aegea Saneamento e Participações S.A, líder no setor privado de saneamento básico no Brasil. Com o investimento de R$ 1,3 bilhão, sujeito aos ajustes de preço previstos no Contrato de Investimento, a holding acredita que, além de contribuir com boas práticas de gestão e de governança corporativa, colaborará para que a Aegea potencialize a execução do seu plano de crescimento, apoiando novas oportunidades que maximizem a criação de valor dos seus negócios. 

Recentemente, a empresa também aumentou sua participação na NTS, passando de 7,65% para 8,5%. 
Esses investimentos reafirmam a estratégia de diversificação de portfólio da Itaúsa, composto por marcas fortes e líderes em seus segmentos e com grande potencial de geração de retorno.

Sobre a Itaúsa 
A Itaúsa é uma holding brasileira de investimentos de capital aberto com mais de 45 anos de trajetória. Com portfólio diversificado de empresas líderes em seus segmentos e presentes em mais de 50 países, a companhia tem cerca de 950 mil acionistas pessoas físicas, uma das maiores bases acionárias da bolsa de valores brasileira. 

Ela investe em empresas relevantes da economia, com destaques em seus setores, tais como Itaú Unibanco, Alpargatas, Duratex, Copagaz, NTS e Aegea Saneamento atuando com seriedade, ética, disciplina e confiança em todas as ações, decisões de investimento e relacionamentos que cultiva. A Itaúsa tem como propósito a criação sustentável de valor para os acionistas e para toda a sociedade.
 

Mais informações à imprensa

Deal Comunicações: (11) 2121-7430
Dariela Assumpção – dariela@dealcomunicacoes.com.br
Clarissa Toscano – clarissa@dealcomunicacoes.com.br
Stefânia Akel – stefania@dealcomunicacoes.com.br
Utilizamos os cookies necessários para o correto funcionamento do nosso site e cookies dos nossos parceiros para fornecer a melhor experiência possível para você, além de monitorar e analisar o tráfego no nosso website. Suas preferências podem ser alteradas a qualquer momento nas definições de cookies de seu navegador. Para mais informações acesse nosso Termo de Privacidade.. OK
go to top hlkCulturaEnUS