Pular para conteúdo
Buscar

Visão geral de governança

Atuamos no direcionamento das decisões financeiras e estratégicas das empresas do nosso portfólio, compartilhando cultura de governança, conduta ética e valorização do capital humano, bem como disciplina na alocação de capital e foco na criação de valor de longo prazo. Simultaneamente, buscamos proporcionar ambiente favorável para que as Investidas concentrem seus esforços com autonomia em suas atividades e possam definir a visão para o desenvolvimento e a gestão de seus negócios.

Neste contexto, a Itaúsa busca o aprimoramento constante da sua governança por meio de um modelo que alia estrutura de gestão profissionalizada, com tomada de decisão orientada pela gestão de riscos e compliance e ética, pautada em políticas corporativas, código de conduta e regimentos internos. Para acessar as políticas, códigos e regimentos internos, clique aqui.

Estrutura de Governança

O Conselho de Administração, juntamente com a diretoria e seus órgãos de assessoramento, tem como missão proteger e valorizar o patrimônio da Itaúsa, de acordo com as disposições do Estatuto Social da Companhia, representando os interesses dos acionistas e dos demais agentes com os quais se relaciona. Para maiores detalhes sobre a composição da administração, clique aqui.

Estrutura de Governança

Responsável por eleger os membros do Conselho de Administração, deliberar sobre as demonstrações contábeis e a destinação dos lucros e decidir sobre transformação, fusão, incorporação e cisão da Companhia, entre outras atribuições.

Peça fundamental no sistema de governança da Itaúsa, cabe ao Conselho Fiscal fiscalizar os atos dos administradores, examinar e opinar sobre as demonstrações contábeis do exercício social, e reportar suas conclusões para os acionistas da Companhia, observados seus deveres legais e estatuários.

O órgão está instalado em caráter permanente podendo ser constituído por, no mínimo, três e, no máximo, cinco membros, e igual número de suplentes, todos eleitos anualmente pelos acionistas em Assembleia Geral. Dentre seus membros há representantes eleitos por acionistas minoritários e por acionistas preferencialistas. Adicionalmente, compete ao referido órgão avaliar transações relevantes previstas na Política de Transações com Partes Relacionadas da Itaúsa, reportando-as ao Conselho de Administração da Companhia.

O Conselho de Administração, juntamente com a diretoria e seus órgãos de assessoramento, tem como missão proteger e valorizar o patrimônio da Itaúsa, de acordo com as disposições do Estatuto Social, representando os interesses dos acionistas e dos demais agentes com os quais a Itaúsa se relaciona.

Conforme disposto no Estatuto, o Conselho de Administração é composto por 3 a 12 membros efetivos, eleitos pela Assembleia Geral, sendo 1 Presidente e de 1 a 3 Vice-Presidentes escolhidos pelos Conselheiros, cabendo à Assembleia Geral fixar preliminarmente o número de conselheiros que comporão o colegiado.

Os Comitês de Assessoramento ao Conselho são órgãos consultivos, responsáveis por assessorar o Conselho na análise de assuntos estratégicos de sua competência, com o objetivo de conferir maior eficiência para este colegiado. Além disso os comitês auxiliam o Conselho no desempenho de suas funções legais e estatutárias.

Atualmente a Itaúsa possui quatro Comitês: Comitê de Governança e Pessoas, Comitê de Sustentabilidade e Riscos, Comitê de Estratégia e Novos Negócios, e Comitê de Partes Relacionadas. Esses órgãos são compostos por membros indicados anualmente pelo Conselho de Administração da Companhia.

A Diretoria pode ser composta de 3 a 10 membros, sendo esse número fixado e os membros eleitos pelo Conselho de Administração no prazo de 10 dias úteis contados da data da Assembleia Geral que eleger esse Conselho.

É permitido que membros do Conselho de Administração, até o máximo de um terço, possam integrar a Diretoria, todavia, em linha com as boas práticas de governança corporativa, os cargos de Presidente do Conselho de Administração e de Diretor Presidente (ou principal executivo da companhia) não poderão ser acumulados pela mesma pessoa. O Estatuto Social ainda dispõe que não poderão ser eleitos diretores com mais de 75 anos.

A Diretoria da Itaúsa conta com a assessoria de 7 Comissões não estatutárias, compostas por administradores da Companhia, membros externos e especialistas. Os membros integrantes exercem mandatos de 1 ano, podendo ser renovados, e permanecem nos cargos até a primeira reunião do Conselho de Administração que eleger a Diretoria. A composição dessas comissões e o mini currículo dos membros estão disponíveis no Formulário de Referência.

Conheça a composição e os membros de cada órgão acessando a seção Administração e Comitês

Gestão de Riscos, Compliance e Integridade

A governança dos mecanismos e procedimentos internos de integridade na Itaúsa é realizada pela área de Compliance e Riscos Corporativos, pela auditoria interna, pela Comissão de Auditoria e Riscos, pela Diretoria e pelo Conselho de Administração. A Auditoria Interna, que se reporta à Comissão de Auditoria e Riscos, atua como 3ª linha na identificação de potenciais fragilidades de controles, considerando aspectos de negócio, gestão e tecnologia da informação.

 

Utilizamos os cookies necessários para o correto funcionamento do nosso site e cookies dos nossos parceiros para fornecer a melhor experiência possível para você, além de monitorar e analisar o tráfego no nosso website. Suas preferências podem ser alteradas a qualquer momento nas definições de cookies de seu navegador. Para mais informações acesse nosso Termo de Privacidade.. OK
go to top hlkCulturaEnUS